Diário de Viagem a Graz

Nessa primeira foto: Percebo que os austríacos gostem muito de futebol mas não era preciso construírem uma chuteira ao contrário.

GRAZ
Queria conhecer mais uma cidade austríaca (na viagem que fiz em Novembro que só agora estou a postar no Instagram) e Graz era a caminho da Eslovénia (onde ia a seguir na minha viagem em Novembro que só estou a postar agora no Instagram).
Graz é a 2ª maior cidade da Áustria, já foi capital europeia da cultura e tem muitos estudantes porque tem a 2ª maior universidade do país. Ainda assim é especialmente conhecida porque foi a cidade onde nasceu o Schwarzenegger.
Se bem que não vi nem um outdoor com uma foto dele, péssimo marketing.

SUGESTÕES PARA VISITAR

A parte velha da cidade é tem muito bom ambiente, umas boas fachadas e umas lojas simpáticas.
A praça central é onde está o Rathaus – o edificio da câmara municipal – que, para mim, é o mais bonito de Graz. E mesmo à frente tem várias bancas onde se pode comer alguma fast-food local.

TORRE DO RELÓGIO
O símbolo de Graz é a Torre do Relógio. Que para os mais desatentos é um relógio numa torre. Problema: Está no cimo de uma montanha que para subir são 260 degraus. Esta informação eu sei porque fui ver agora, não contei na altura porque depois de subir 40 parecia que estava no liceu e já não percebia nada de matemática nem números.
Mais ou menos a cada 40 degraus fui tirando fotos porque podiam ser as últimas, mas na verdade valeu muito a pena e estou a queixar-me mas nem custou muito (Agora que estou sentado a escrever isto 3 meses depois. Na altura custou). E é a melhor vista da cidade.

CAPITAL EUROPEIA DA CULTURA
Aquela “chuteira ao contrário” é um museu de arte que foi construído quando a cidade foi capital europeia da cultura para dinamizar e modernizar a cidade. Os locais chamam esse edifício de “Alien amigável”. Outro que foi construído foi o Murinsel – que é um edifício construído numa ilha, que também tem um ar moderno. Pessoalmente, não sou dos maiores fãs da arquitectura de ambos, são muito diferentes de tudo o que há lá à volta e acaba por ser estranho.
Se bem que seguem a lógica de muitos anúncios péssimos que são feitos em Portugal: Falem bem ou mal, o importante é falar.

 

——————————

Gostaste do post?
Segue-me no Insta. Por cada novo seguidor um golfinho na Austrália vai sorrir.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Paulo Ricardo Oliveira (@coisoetal) on

Também podes (e deves) comentar e partilhar: